Mudar ou Resistir à Mudança

A Observação e a Empatia como caminho para mudanças significativas.

Quando entramos em contato com algum aspecto do nosso ser que nos causa sofrimento ou inadequação, a tendência é logo querer mudar. Imaginamos que mudando aquele aspecto, o sofrimento irá embora. Mas não é bem assim que funciona, e de alguma forma sabemos disso!

Ao tentar mudar algo em nós uma divisão acontece: uma parte se esforça para “eliminar” aquele aspecto – seja uma padrão de pensamento, emoção ou comportamento – enquanto outra parte “resiste” à mudança; afinal de contas, já sabemos lidar com isso que somos e a novidade é um campo desconhecido que nos causa insegurança.

O que fazer então??? 

Os meditadores que investigam o campo da mente e do comportamento nos dão uma sugestão.

Primeiramente torne-se “consciente” do aspecto que te causa incômodo. Comece a observar este elemento com equanimidade e a empatia. A equanimidade é a capacidade de tratar todas as coisas com a mesma atitude, logo, um convite a parar de “julgar”. Isto mesmo, evite julgar, criticar a si mesma/o, se indispor com este aspecto que percebe em si: só observe.

Junto com esta observação, adote uma postura de empatia, compaixão, por si mesmo/a. Perceba que este aspecto não está aí à toa, foi desenvolvido em seu ser para cumprir algum propósito: talvez para te proteger de algo que sinta como ameaçador, talvez para fortalecer uma fragilidade, entre outros motivos. Seja o que for, busque observar sem julgar e seja empático. Ria de si mesmo, abra um sorriso a cada vez que perceber este aspecto vindo à tona. RESPIRE PROFUNDAMENTE e observe com compaixão.

Desta forma você notará que uma mudança “não-planejada” acontece de forma natural, gentil e espontânea. Uma mudança que nasce da observação e da aceitação compassiva de si mesma/o. Como consequência pode até acontecer que você compreenda, de maneira profunda, a natureza daquele aspecto, e até perceba que ele, na verdade, não é um inimigo, mas um aliado.

Aprender algumas técnicas preliminares de meditação podem ser de grande valia neste processo de autoconhecimento!

Namaskar
Rogério Satyavan

Curta & Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *